Destaques

sábado, 17 de setembro de 2011

Onda "tsunami" de crimes em Goval


A disputa de gangues por causa do tráfico de drogas tem motivado uma série de assassinatos em Governador Valadares. Em menos de duas semanas, sete pessoas foram assassinadas e tiveram os corpos carbonizados. A Polícia Civil ainda investiga os assassinatos, mas já suspeita que cinco deles tenham ligação com o tráfico de drogas.
De acordo com o delegado Marcelo Franco Marino, da Divisão de Crimes Contra a Vida de Governador Valadares, os assassinatos com os corpos queimados começaram em 31 de agosto, quando três jovens com idades entre 15 e 20 anos foram mortos em uma estrada de terra que dá acesso ao distrito de Penha do Cassiano, na região de Valadares.
"Um dos criminosos foi preso e outros três já foram identificados e tiveram os mandados de prisão expedidos pela Justiça. Eles estão foragidos mas em breve serão presos", garante Marino, explicando ainda que 90% das ocorrências na cidade têm motivação no tráfico de drogas. Segundo ele, há dezenas de gangues espalhadas pela cidade.
Em 2009, relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância apontou Valadares como a segunda cidade do Brasil com o maior número de homicídios entre jovens. (RV)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.