Destaques

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Brasil ultrapassa 1 milhão de homicídios em 30 anos


Em 30 anos, o Brasil ultrapassou a marca de 1 milhão de vítimas de homicídio. Dados do Mapa da Violência 2012, divulgado nesta quarta-feira (14/12) pelo Instituto Sangari, apontam que o número de homicídios passou de 13,9 mil em 1980 para 49,9 mil em 2010, o que representa um aumento de 259%.
Com o crescimento da população nesses 30 anos, a taxa de homicídios é de 26,2 para cada 100 mil habitantes. Em 1980, eram 26,2 para cada 100 mil.
Entre 2004 e 2007 o país registrou 192,8 mil homicídios. O número supera o de vítimas de enfrentamentos armados no mundo no mesmo período (169,5 mil).
"Fica difícil compreender como, em um país sem conflitos religiosos ou étnicos, de cor ou de raça, sem disputas territoriais ou de fronteiras, sem guerra civil ou enfrentamentos políticos violentos, consegue-se exterminar mais cidadãos do que na maior parte dos conflitos armados existentes no mundo", diz o documento.
Apesar dos altos números, o relatório aponta que nesses 30 anos houve uma ruptura no crescimento da taxa de homicídios no país. Entre 2003 e 2010, houve variação negativa de 1,4% ao ano.
Em 2010, ocorreram 50 mil assassinatos no país. Segundo o documento, foram registrados 137 homicídios por dia.
"Vários fatores concomitantes e complexos parecem intervir nessa explicação dessas quebras e oscilações a partir de 2003: políticas de desarmamento, planos e recursos federais e estratégias de enfrentamento", aponta o documento.
Os dados do Mapa da Violência demonstram ainda que os estados que lideravam as estatísticas no início da década, como Pernambuco, o Rio de Janeiro, o Espírito Santo, São Paulo, Mato Grosso, Roraima e Distrito Federal apresentam quedas do índice de homicídios. São Paulo e o Rio de Janeiro apresentam reduções de 63,2% e 42,9%, respectivamente. Com informações da Agência Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.