Destaques

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

“Já engoli a droga vacilão”. Diz usuária para policial, depois de ter engolido 8 pedras de crack

É muito triste o caminho escabroso das drogas em que a juventude está seguindo. Trilham por caminhos muitas vezes sem volta.
Os tempos de outrora se difere dos tempos de hoje, não num intervalo muito grande de tempo em que era notório as drogas mais "fracas e menos nocivas" como a maconha, o lança perfume...
Diferente de uma geração atrás, a de hoje é notoriamente é recheada de atrocidades, homicídios, furtos, mortes pela disputa do tráfico etc. Um dos, ou o maior responsável  por esses crimes é sem dúvida a praga das drogas que vem produzindo "zumbis" andarilhos que perambulam até as madrugadas e praticando pequenos furtos pra manterem seus vícios.
Enquanto o governo não tomar medidas coerentes, não só com o combate intenso ao tráfico de drogas,  mas como também em clínicas de recuperação e campanhas de conscientização, continuaremos a ver pessoas a sobreviver até jazer nas garras maléficas das drogas.


A viciada e o policial Cléber, do Ronda Cidadão (Foto MN)

Suspeitos de terem realizado um assalto de mais de R$ 300 no bairro São Pedro, zona Sul da capital, um casal de viciados em drogas foi abordados em um ponto de ônibus da região.

Com o intuito de sair do flagrante, a mulher acabou engolindo uma a uma, as oito pedras de crack que tinha. O outro elemento foi acusado de tê-la obrigado a engolir a droga.

Os policiais do Ronda Cidadão tentaram de todas as maneiras convencer a viciada a retirar as pedras da boca. A mesma, que não parecia se importar com a vida e muito menos com a presença policial, engoliu calmamento todas as pedras.

Após ingerir as pedras de crack, a mulher em tom de deboche à policia falou: “Já engoli a droga vacilão”.

O outro viciado disse que sua parceiro já estava há cinco dias sem dormir, por conta do efeito da droga. Foi informado também que a mulher é mãe de um bebê de 15 dias.

A família da viciada compareceu ao local, assumiu a responsabilidade e a levou para casa.

O guarda de israel, com informações do Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.