Destaques

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

“Fora, Globo!”

Jornalistas da "Rede Globo" são vaiados e impedidos de cobrir ato de bombeiros e policiais no Rio. Manifestantes acusam a emissora de ser “tendenciosa e favorável ao governo”
Acusada de fazer uma cobertura jornalística "tendenciosa e favorável ao governo", uma equipe da "Globonews", canal pago de notícias pertencente às "Organizações Globo", foi expulsa aos berros da passeata promovida por cerca de 400 policiais militares, civis e bombeiros em Copacabana, no Rio de Janeiro, no último domingo (12). A equipe de reportagem iria fazer a cobertura do evento, que reivindicava melhores salários para as categorias e a liberação de seus líderes que foram presos. Impedidos de fazer imagens, os jornalistas foram cercados pelos manifestantes e obrigados a se retirar do local.

O ato público foi gravado por outras emissoras e também por alguns cinegrafistas amadores. Nas imagens, os manifestantes acompanham a jornalista e o cinegrafista da "Rede Globo" até o carro da emissora. Indignados, eles gritavam "Fora, Globo!" em coro. Segundo policiais e bombeiros que participavam da passeata, a emissora manipulou imagens e diálogos da corporação a favor do governo do Estado. A "Rede Globo" foi acusada de prestar um "desserviço à população brasileira".

ESTE VÍDEO MOSTRA OS REPÓRTERES DA REDE GLOBO SENDO EXPULSOS PELOS MANIFESTANTES NA GREVE DOS POLICIAIS NO RIO DE JANEIRO E SENDO ACUSADOS DE MANIPULAÇÃO EM SUAS REPORTAGEM DE MANEIRA TENDENCIOSA. QUEM SABE ESTE GRITO POSSA ECOAR POR TODO O BRASIL. IMPERDÍVEL...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.