Destaques

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Ela vai pilotar um Águia da Polícia Militar de São Paulo

Lara Carolina


A tenente Lara Carolina Duarte treinou uma hora e meia, de cinco a seis dias por semana, para as provas físicas. Valeu a pena! A moça não apenas quebrou uma tradição de predominância masculina, o que é comum em certas funções nas forças militares, como passou em 1º lugar no concurso para o Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo (que tinha apenas oito vagas), numa prova exclusiva para oficiais com pelo menos dois anos de experiência, e onde enfrentou testes físicos como subida na corda, abdominal, corrida, pórtico (travessia em altura), natação, flutuabilidade (primeira fase), além de provas psicológicas: dinâmicas de grupo, simulações de ocorrência e entrevistas (segunda fase).

- Sempre quis (pilotar). Minhas intenções, estando na polícia, eram duas: queria voltar para minha cidade, sou de Sorocaba, e dando o tempo, prestar para o Grupamento Aéreo. É uma realização profissional e pessoal, ainda mais pelo fato de não ter piloto feminino no Estado de São Paulo - disse ela orgulhosa. E com toda a razão, você não acha?