Destaques

sábado, 6 de outubro de 2012

PM mineira destaca 30 mil homens para segurança amanhã


No dia da eleição, a Polícia Militar de Minas Gerais (PM) terá, em todo o Estado, um contingente de 30 mil homens nas ruas para garantir segurança dos cidadãos e coibir crimes eleitorais. Só na região Metropolitana, serão mais de 10 mil homens. Além da força policial nas ruas, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE) terá um gabinete de apoio institucional formado por representantes do Ministério Público e das Polícias Militar, Civil e Federal.

A Polícia Militar planejou, para o dia da eleição, uma organização estratégica de distribuição de homens em todos os locais que terão votação, como explica o chefe de imprensa da PM, o major Gilmar Luciano Santos. "Em todas as zonas de votação, os eleitores sempre terão, no campo visual, a presença de um policial. Os policiais não ficarão dentro dos locais, mas os mesários poderão solicitar a presença deles se houver necessidade", segundo o major.

A principal contravenção que a polícia quer eliminar nas ruas é a boca de urna - crime eleitoral passível de punição com detenção de seis meses a um ano e multa de R$ 5 mil a R$ 15 mil. "Usar alto-falantes, amplificadores sonoros, distribuir santinhos e fazer aglomeração uniformizada é boca de urna. Quem fizer isso, terá decretada prisão em flagrante"

A PM também será responsável pelo transporte e escolta das urnas, desde a distribuição até o recolhimento para a apuração nos cartórios eleitorais.
Lei Seca. O comércio estará proibido de vender bebidas alcoólicas de 6h às 18h de amanhã. Quem for flagrado e identificado descumprindo a resolução da Justiça Eleitoral estará sujeito às sanções penais, civis e administrativas.
A legislação brasileira faculta aos Estados a implementação da lei seca em dias de eleição. No Rio de Janeiro, por exemplo, não há restrições quanto à venda e ao consumo de bebidas alcoólicas. No Estado de São Paulo, também não haverá lei seca amanhã. A medida já vinha sendo tomada em pleitos anteriores. fonte jornal super