Destaques

sábado, 19 de abril de 2014

Fetiche pela farda - Carente, mulher é presa após insistir que policial fizesse sexo com ela

A carência fez com que uma senhora de 58 anos fosse presa em Punta Gorda, no estado da Flórida, nos Estados Unidos. Sem fazer sexo há um bom tempo, como confessou, Maria Montanez-Colon ligou ao serviço de emergência da cidade pedindo auxílio de um oficial por uma suposta briga, que, na verdade, era apenas um desejo para que ele "apagasse seu fogo".
 
De acordo com o site "The Smoking Gun", Maria estava sozinha em sua casa na última sexta-feira (21) quando teve a ideia de ligar para o serviço de emergência afirmando que houve uma intensa briga familiar pelo Corvette que pertencia ao seu falecido marido (a quem ela disse que era um ex-policial de Nova York). Quando o oficial de Punta Gorda chegou à sua residência, ela começou a dizer que ele “era sexy” e que ela “não era penetrada há anos”.


Continua...
 
O oficial até que tentou acalmar a situação e perguntou se havia alguma outra que ele poderia fazer para ela. Enfática, Maria respondeu: “Quero que faça sexo comigo”. Irritado com a situação, o policial foi embora, mas Montanez-Colon não deixou barato e retornou a ligação ao de emergência, afirmando que ele havia a deixado transtornada. “Ele foi um perfeito cavalheiro, mas, quando eu perguntei se queria fazer sexo comigo ele recusou, e isso me deixou brava”, afirmou.
 
Ao ser questionada sobre o mau uso do sistema ela afirmou ter ciência do ocorrido, porém, voltou a flertar o oficial. "Eu sei que faço (mau uso), mas de que outra forma é que eu vou fazer com que ele transe comigo?". Após a nova chamada, policiais foram à sua residência e a prenderam por mau uso do serviço de emergência. 
HD