Destaques

quarta-feira, 28 de maio de 2014

6 frases que “queimam” sua imagem no trabalho


 Cuidado com o que você fala durante o expediente para o seu chefe, colegas ou subordinados. É que suas palavras podem servir como uma espécie de combustível para “queimar” a sua reputação profissional e minar suas chances de crescer na empresa.
De acordo com Erica Isomura, especialista em Recursos Humanos da Vagas Tecnologia, 6 tipos de frases são altamente “inflamáveis” para sua carreira. Confira quais são e por que é melhor riscá-las do seu repertório:
1 “Eu não ganho para isso”
Determinar sua atuação levando em conta apenas o job description barra o surgimento de boas oportunidades de crescimento.
De acordo com Erica, o tão almejado resultado financeiro vem como uma consequência. Você pode até considerar esta uma lógica perversa, mas primeiro mostre o seu valor e encare a nova tarefa. Tendo um desafio na manga como "trunfo", você tem muito mais chances de sucesso na hora de negociar um aumento de salário.
2 "Sempre foi assim e você não mudará isso"
Quem se dá bem na carreira, hoje em dia, são as pessoas que seguem a lógica inversa da explicitada pela frase acima. “Destacam-se os profissionais que são agentes de mudança”, diz Erica.
Portanto, enxergue as alternativas para processos e procedimentos como ótimas oportunidades de demonstrar seu poder de inovação. “A única certeza que temos, atualmente, é a de que haverá mudanças”, diz a especialista.
3 “Eu tenho razão"
O foco deve ser ajustado sob outro ângulo, segundo Erica. “Não importa quem tem razão. Importa que há um problema que precisa ser resolvido”, diz ela. Ou seja, a ótica deve ser sempre a da colaboração.
4 “Esta empresa não tem jeito, nada dá certo, tudo está errado, nunca vai mudar"
Uma continuação perfeita para a frase acima é o jargão: “ó vida, ó azar”. Este tipo de atitude negativa pode parecer inofensiva, mas vai de encontro a um dos lemas máximos de um bom chefe: inspirar e motivar a equipe.
5 “Fulano é um idiota"
Ou qualquer agressão semelhante. “Frases assim demonstram despreparo e imaturidade emocional”, diz Erica.

Ao expressar toda a sua raiva, você pode até desopilar o seu fígado, mas a luz vermelha acende em um ponto que certamente é levado em consideração na hora de uma promoção: a inteligência emocional.
Conflitos profissionais existem e ganha pontos quem consegue resolvê-los na base da negociação. Muito mais eficiente é o profissional que deixa "picuinhas" de lado e aposta em táticas infalíveis para solucionar conflitos.
6 “Nossa, você não sabe quem está saindo com o fulano, que é casado?”
“Quem? Quem? Quem?”, responderiam os fofoqueiros de plantão. Mas, o problema é que chefes não costumam aprovar este tipo de conduta e quem as adota perde credibilidade, outro item fundamental para quem deseha chegar a postos de liderança.
Por isso, há especialistas que recomendam até táticas (bem) radicais para cortar a fofoca pela raiz no trabalho. “Se você não tem nada de positivo para falar sobre uma pessoa, melhor não falar nada”, diz Erica.