Destaques

terça-feira, 24 de junho de 2014

Polícia do Rio identifica assassinos de PM no Alemão

Segurança foi reforçada após tiroteios que mataram três pessoasReprodução Rede Record
A Polícia Civil do Rio de Janeiro identificou dois suspeitos de matar o policial militar Fabio Gomes, na noite de domingo (22), na Fazendinha, uma das regiões mais críticas do Complexo do Alemão, zona norte do Rio. Gomes foi o quinto PM assassinado somente este ano na região, ocupada desde 2010 pelas forças de segurança.
Segundo as investigações, os tiros foram disparados por Igor Quirino e Thiago da Silva, de 26 anos. Contra ambos foram expedidos, ontem à noite, mandados de prisão. A investigação foi feita pela 45ª Delegacia de Polícia (DP), que fica dentro do Alemão. A polícia informou que os dois têm longa ficha criminal e já tinham prisão decretada.
Segundo o delegado titular da 45ª DP, Felipe Curi, Igor Quirino é "o principal responsável pelos confrontos no Complexo do Alemão, e tem como função principal atuar como 'braço' armado do tráfico". Thiago também integra o "bando" de Igor, segundo o delegado.
"Os identificados têm antecedentes criminais por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas", informou a Polícia Civil. "Eles também tiveram a prisão preventiva decretada na semana passada, juntamente com outros 15 traficantes, em outro inquérito policial da 45ª DP que apura os confrontos na região".   O policial militar foi atacado quando fazia ronda pela comunidade. Ele acabou atingido na cabeça e foi levado ao hospital Getúlio Vargas, na Penha, mas morreu às 6h30 de segunda-feira.
Também no domingo, dois adolescentes morreram e um PM e um rapaz ficaram feridos, após um grupo de criminosos atacar policiais que foram ao Areal, também no Alemão, checar uma denúncia de espancamento. Segundo o delegado Felipe Curi, os adolescentes mortos, de 15 e 17 anos, já vinham sendo investigados por tráfico no Alemão.
Na segunda-feira (23), a família de Lucas Gustavo, um dos jovens mortos, contestou a polícia e disse que ele não tinha envolvimento com o tráfico. Segundo a PM, ele e o outro adolescente morto Gabriel Ferreira estavam com uma arma.
O caso também foi para a 45ª DP e as armas dos PMs envolvidos na ação foram apreendidas
FONTE R7