Destaques

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Aconteceu empresário dá nome de patentes militares a sanduíches e acaba detido

Empresário foi obrigado a prestar esclarecimento por 'ferir' regime militar
Empresário foi obrigado a prestar esclarecimento por 'ferir' regime militar
O empresário Alberto Lyra acabou na delegacia – na noite do último domingo – por uma infração "incomum”. Lyra, conforme informações obtidas pelo Alagoas 24 Horas, foi detido por ter dado aos sanduíches que faz no Mister Burguer (lanchonete de sua propriedade) o nome de patentes militares.
A homenagem parece que não foi bem aceita pela corporação, que a entendeu como um desrespeito. Conseqüência: Alberto Lyra foi conduzido à delegacia regional de Penedo, cidade onde está localizada o Mister Burguer, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência e posteriomente o empresário foi liberado, uma vez que o delegado entendeu que não houve crime.
Daqui para frente, o empresário não poderá mais levar o coronel, por exemplo, para a chapa. Aliás, o coronel Eneildo Batista, que comanda o 11° Batalhão da PM, sediado em Penedo, não gostou da homenagem.
De acordo com as informações obtidas, as formas como as patentes estavam expostas no cardápio foi considerada pejorativa, o que acabou ofendendo os oficiais. O coronel buscou respaldo em decretos estaduais e algumas leis para poder enquadrar o empresário Alberto Lyra.
Em Penedo, nada de colocar katshup, maionese, ou mostarda no coronel. Alberto Lyra, porém, ainda pretende brigar para servir “militar com alface e hambúrguer” e já se encontra com um advogado – Francisco Souza Guerra – que defende a tese de que não há gravidade alguma, nem desrespeito no fato do cardápio parecer uma lista de convocação para guerra, com tanto oficial.
Alberto Lyra foi liberado logo após o registro do BO. Na segunda-feira, o Mister Burguer já se encontrava aberto. Detalhe: há 12 anos o empresário “homenageia” as patentes da cidade ribeirinha.
Como se sabe, brigadeiro - além de ser a mais alta patente da Aeronáutica - é também o nome do docinho obrigatório em aniversário de crianças. "Em Penedo, comer brigadeiro pode, mas comer coronel, está proibido" - ironizam os advogados da cidade.