Destaques

sábado, 23 de agosto de 2014

As "princesinhas" do tráfico de drogas

Nas redes sociais, jovens mostravam orgulhosas os presentinhos que recebiam.


Ser “mulher de malandro” tem lá suas vantagens. Foi o que descobriu a Polícia Civil do Rio de Janeiro, após um levantamento feito em sites de relacionamentos e redes sociais na internet.

As "fiéis", como são chamadas as namoradas e amantes dos traficantes nos morros cariocas, ostentam joias de ouro que valem até R$ 35 mil. São cordões com mais de meio quilo e ‘batidões’, alguns com as iniciais do nome do parceiro.

Fotos postadas mostram as jovens – muitas menores de idade – se exibindo com os mimos pendurados no pescoço.

De acordo com a polícia, há um mercado clandestino de produção de joias para traficantes, funcionando no antigo centro da cidade e em alguns bairros do Rio.

De acordo com reportagem da Folha, na tabela dos "ourives do tráfico", quando o cliente leva o ouro, provavelmente produto de roubo, um cordão pequeno pode custar de R$ 4 mil a R$ 15 mil. Se tiver brilhantes ou zircônia (imitação de diamante), o preço sobe, e pode chegar a R$ 35 mil. 

Fonte Ocontroledamente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.