Destaques

sábado, 16 de agosto de 2014

O efeito num cara que acabou de fumar crack

OS EFEITOS DO CRACK

Quais são os efeitos do crack a curto prazo?
O crack causa uma intensa euforia de curta duração, que é imediatamente seguida pelo oposto – uma depressão intensa, paranoia e uma ânsia por mais droga. As pessoas que a consomem frequentemente não comem ou dormem como deve de ser. Podem experimentar um grande aumento do batimento cardíaco, espasmos musculares e convulsões. A droga pode fazer as pessoas sentirem–se paranoicas, 1 zangadas, hostis e ansiosas, mesmo quando elas não estão sob o efeito da droga.
Independentemente da quantidade de droga que é consumida ou quão frequentemente, o crack aumenta a probabilidade de o consumidor vir a experimentar um ataque cardíaco, derrame cerebral, ataque epiléptico ou insuficiência respiratória, qualquer uma das quais pode resultar numa morte repentina.
Fumar o crack dá origem a uma série de riscos de saúde. O crack é muitas vezes misturado com outras substâncias que criam fumos tóxicos quando queimados. Como o fumo do crack não permanece forte por muito tempo, os cachimbos de crack são geralmente muito pequenos. Isto frequentemente causa gretas e bolhas nos lábios, que são conhecidas como “lábios de crack”, causado pelo pressionar os seus lábios contra um cachimbo muito quente.
“A única coisa na minha mente era o crack. E se alguém me oferecesse um pouco, eu aceitava imediatamente e consumia–o. É como oferecer uma fatia de pão a um homem esfomeado e que já andou quilómetros. . .
“As coisas pioraram quando estive a fumar constantemente durante um par de semanas. Um dia decidi que já estava farto daquilo – não podia mais continuar a viver assim. E tentei suicidar–me.
“Vou ter que tentar e lutar. . .Espero que os meus instintos de sobrevivência comecem a ter um efeito em mim.”– John
Quais são os efeitos do crack a longo prazo?
Para além dos riscos usuais associados ao consumo da cocaína, os consumidores de crack podem sofrer de problemas respiratórios severos, incluindo tosse, dificuldades na respiração, danos pulmonares e hemorragias.
Os efeitos do consumo do crack a longo prazo incluem graves danos no coração, fígado e rins. Os consumidores estão mais propensos a ter doenças infecciosas.
O consumo continuado causa falta de sono e perda de apetite, resultando em subnutrição. Fumar crack pode causar também um comportamento agressivo e paranoico.
Como o crack interfere com a forma como o cérebro processa os químicos, uma pessoa precisa de mais e mais da droga só para se sentir “normal”. Aquelas pessoas que se tornam dependentes do crack (assim como da maioria das outras drogas) perdem o seu interesse por outras áreas da vida.

(Crédito fotográfico: cortesia de infoImagination.org)
(Crédito fotográfico: cortesia de infoImagination.org)
Quando os efeitos da droga passam, causam depressão severa, que se torna mais e mais profunda a cada uso da mesma. Isto pode tornar–se tão grave que a pessoa fará qualquer coisa para conseguir a droga – até mesmo assassínio. E se ela não consegue a droga, a depressão pode tornar–se tão intensa que pode levá–la a cometer suicídio.
“Reformei–me merecidamente como um executivo de uma empresa de sucesso, e tinha as minhas duas filhas na universidade. A minha festa de despedida foi, no entanto, o início de cinco anos de inferno. Foi então que me apresentaram o crack pela primeira vez. Durante os cinco anos seguintes, perdi a minha casa, a minha esposa, todos os meus recursos financeiros, a minha saúde e quase a minha vida. Também passei dois anos na prisão.”– William

EFEITOS FÍSICOS E MENTAIS
EFEITOS A CURTO PRAZO
Os efeitos do crack, por ser fumado, são mais imediatos e mais intensos dos que a cocaína em pó.
  • Perda de apetite
  • Aumento do batimento cardíaco, pressão sanguínea, temperatura corporal
  • Vasos sanguíneos contraídos
  • Aumento do ritmo respiratório
  • Pupilas dilatadas
  • Padrões de sono perturbados
  • Náuseas
  • Hiperestimulação
  • Comportamento bizarro, errático, algumas vezes violento
  • Alucinações, hiperexcitabilidade, irritabilidade
  • Alucinações tácteis que criam a ilusão de insectos a rastejar debaixo da pele
  • Euforia intensa
  • Ansiedade e paranoia
  • Depressão
  • Ânsia intensa da droga
  • Pânico e psicose
  • Doses excessivas (mesmo só uma vez) podem conduzir a convulsões, ataques epilépticos e morte repentina

EFEITOS A LONGO PRAZO

  • Danos irreversíveis nos vasos sanguíneos dos ouvidos e cérebro, pressão sanguínea elevada, que pode levar a ataques cardíacos, derrames cerebrais, e morte
  • Danos no fígado, rins e pulmões
  • Dores intensas no peito
  • Insuficiência respiratória
  • Doenças infecciosas e abcessos se injetado
  • Má–nutrição, perda de peso
  • Decadência dentária severa
  • Alucinações auditivas e tácteis
  • Problemas sexuais e danos reprodutivos e infertilidade (tanto para o homem como para a mulher)
  • Desorientação, apatia, exaustão confusa
  • Irritabilidade e perturbações de humor
  • Aumento da frequência do comportamento de risco
  • Delírio ou psicose
  • Depressão intensa
  • Tolerância e dependência (mesmo quando consumida apenas uma vez)
  1. 1.paranoica: suspeita, desconfiança ou medo de outras pessoas.