Destaques

domingo, 14 de setembro de 2014

A CIA está envolvida no acidente de Campos?

Acredite se quiser: de acordo com o jornalista investigativo norte-americano Wayne Madsen, especializado em inteligência e relações internacionais, o avião de Eduardo Campos foi sabotado e que a CIA, agência de inteligência americana, está envolvida.

Sua opinião sobre o desastre foi publicada no site da “Strategic Culture Foundation”, no artigo “All factors point to CIA aerially assassinating Brazilian presidential candidate” (ou “Todos os fatores apontam que a CIA assassinou candidato à presidência brasileiro”). Seus argumentos no artigo são: o modelo do avião tinha um histórico perfeito em relação à segurança dos voos; o avião foi comprado com o uso de laranjas e empresas fantasma (não se sabe quem é o verdadeiro dono da aeronave) e a caixa-preta do avião não registrou o voo.
madsen-cia
Segundo o jornalista, a equipe enviada ao Brasil para investigar o acidente é, na realidade, especializada em acobertar ações criminosas. Mas por que a CIA estaria interessada na morte de Eduardo Campos?
De acordo com Madsen, a motivação seria a substituição de Campos por Marina Silva, que seria uma “queridinha do movimento da globalização e da sociedade civil” e “uma marionete do bilionário George Soros” (um magnata americano com ideais liberais muito envolvido em política internacional). Para o jornalista, Marina teria mais chances de ganhar a eleição e, uma vez eleita, seria muito mais favorável aos interesses do governo dos EUA em comparação à atual presidente Dilma Rousseff.
“A explosão que matou Eduardo Campos, que estava em segundo lugar nas pesquisas, feriu e muito a campanha de Dilma Rousseff e diminuiu muito suas chances de reeleição. Isso deu a Marina Silva uma chance incrível de assumir a presidência”, disse o jornalista investigativo. Para ele, a ‘Terceira Via’ é um movimento político internacional, de políticos financiados por George Soros para que infiltrem em partidos históricos de esquerda. A organização internacional, da qual Marina faria parte, não se importaria em assassinar um candidato. Na opinião de Madsen, a morte de Eduardo Campos foi idêntica ao assassinato do ex-primeiro ministro de Portugal, Sá-Carneiro. No caso de Eduardo, os grandes beneficiários seriam Marina e sua chapa.
Money_Trail_Inside_the_vaults_of_the_Vatican_bank_Wayne_Madsen__PressTV__145483
Apesar da matéria ser interessante e levantar algumas suspeitas de que a recente guinada de popularidade de Marina não seja apenas um fruto do acaso, Wayne Madsen não apresentou provas de que Marina tenha qualquer relação política com o magnata George Soros. O texto completo do jornalista pode ser lido aqui, com mais detalhes.
E você, acredita numa história dessas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.