Destaques

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Conheça os Navy SEALs e a maldição da equipe que matou Bin Laden

Os SEALs são a principal tropa de elite da marinha americana, atuando sempre secretamente e longe do alcance da mídia ganharam notoriedade a pouco tempo com a morte do terrorista Osama Bin Laden.
A sigla da tropa provém da sua alta operatividade em qualquer parte do mundo sob quaisquer condições. Assim a tropa consegue operar no mar (sea), no ar (air) e na terra (land). Todos os Seals são do sexo masculino e ultimamente têm operado na maioria das vezes em terra, seja em missões em solo estrangeiro com foco no combate ao terrorismo ou missões de proteção interna.
O projeto de formar uma tropa de elite altamente especializada surgiu durante a segunda guerra mundial, quando a marinha dos EUA notou que precisava de uma equipe para reconhecer as praias antes do desembarque das tropas, reportar e remover obstáculos e orientar as forças terrestres no desembarque.
Não há um manual a ser seguido para se tornar um SEAL, antes de tudo é preciso ser do sexo masculino e ativo na marinha americana, depois é feito um teste de aptidão física que lhe permite iniciar o treinamento, a partir daí para se tornar um SEAL você dependerá dos instrutores e avaliadores que decidirão se você tem ou não a vocação, instinto, determinação e aptidão para fazer parte de uma das tropas mais respeitadas do mundo.
Apenas 25% dos recrutas conseguem passar pelo treinamento para se tornar um SEAL. Um SEAL nunca foi abandonado em missão e nunca foi feito prisioneiro. Atualmente a marinha americana dispõe de 2.290 SEALs ativos.
O treinamento para formar um SEAL leva mais de 30 meses da marinha até o ponto que o soldado estará operante para executar qualquer missão que lhe for dada. Um SEAL forma-se com a capacidade de executar qualquer missão que lhe for incumbida como mergulho, navegação, pará-quedismo, tiros de precisão, demolição, dentre outros. Durante o treinamento um aspirante a SEAL é levado ao seu limite físico e mental e em boa parte dos treinamentos eles enfrentam situações iguais a que enfrentariam em missões reais. Assim se um soldado não suporta o treinamento quando não há vidas em jogo certamente não está apto para executar uma missão em que pessoas estão em risco.
Os SEALs recebem forte treinamento individual mas o foco do programa de treinamento da tropa é o trabalho em equipe. O fato de um SEAL nunca ter sido prisioneiro ou deixado pra trás em uma missão mostra a eficácia desse programa. Durante o treinamento um SEAL aprende a importância do trabalho em equipe, e que há situações em um homem sozinho não pode resolver, mas uma equipe com homens igualmente treinados pode.
Considerada por muitos a parte mais difícil do treinamento, a “Semana Infernal” tem início na quarta semana de treinamento, e é um período onde os SEALs treinam por 5 dias e 5 noites com um tempo máximo de apenas 4 horas de sono. Durante essa semana os soldados recebem comida 4 vezes por dia, na maioria das vezes quente e de qualidade. A comida quente substitui estar seco e aquece o corpo, dando uma motivação a mais para os soldados fazendo até os que estavam dormindo acordarem para comer.
Os SEALs não aceitam que pessoas que não passaram pelo treinamento duro e complexo de formação da tropa diga ser um SEAL. Portanto soldados que não são parte desse esquadrão de elite não podem fingir e dizer que é um SEAL. Esse tipo de conduta é investigada a risca pela inteligência da marinha americana e pode acarretar punições.
A tropa dos SEALs é dividida em 8 equipes com seis pelotões e um elemento no quartel general cada. O pelotão consiste em 16 SEALs e é o maior elemento que pode ser designado para uma missão. Cada membro do pelotão SEAL é altamente operacional e apto para executar qualquer missão designada.
O equipamento de um SEAL é designado de acordo com a missão que lhe for dada, sendo altamente tecnológico e operacional.
A suposta maldição dos SEALs que mataram Bin Laden
Há noticias que circulam pelas mídias de internet sobre uma suposta queima de arquivo dos SEALs que mataram Bin Ladden. Essas notícias fazem referência ao fato de que após quase dois anos da morte do terrorista, apenas 2 membros do total de 25 do Team Six (equipe que matou Bin Laden) estão vivos. Informações dizem que 22 membros do Team Six morreram em um acidente de um helicópeto NATO em agosto de 2011. Em março de 2013 a administração norte americana confirmou a morte do 23 membro da equipe, Brett D. Shadle, em uma colisão acidental de pará-quedas durante um treinamento. Restam agora apenas 2 membros vivos, um deles o homem que supostamente atirou no terrorista e que agora está afastado do exército e com dificuldades financeiras e diz ter sido abandonado pelos Estados Unidos. Todas as informações a respeito dos SEALs são altamente confidenciais, por esse motivo não se sabe quanto a veracidade dessas notícias.
Esse post apenas traduz e repassa informações não discutindo quanto a sua veracidade.
Fonte: www.dn.pt, ciencia.hsw.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.