Destaques

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

MJ capacita mais de 90 mil para policiamento comunitário


 O Ministério da Justiça promove, neste mês de setembro, 92 capacitações em policiamento comunitário em 17 estados e no Distrito Federal. Mais de 3 mil profissionais de segurança pública vão participar de cursos de Promotor e Mutiplicador de Polícia Comunitária, de Abordagem a Pessoas em Situação de Risco e de Redes de Atenção e Cuidado.
As aulas começaram nesta segunda-feira (1º) em cidades como Arapiraca (AL), Brasília (DF), Florianópolis (SC), Recife (PE), São Gonçalo (RJ), Gravataí (RS), Aracaju (SE), Palmas (TO) e Bauru (SP). Até o fim do mês os cursos chegam a Brasiléia (AC), Calçoene (AP), Salvador (BA), Vitória (ES), Uberlândia (MG), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT) e Marabá (PA), entre outras cidades. Os interessados em participar devem procurar as instituições de segurança pública estaduais e municipais.
São 93 mil alunos formados em cursos promovidos pelo Ministério da Justiça em todo o Brasil, desde 2005. Somente em 2014, devem ser aplicados R$ 6,8 milhões nessas capacitações, conforme a secretária Nacional de Segurança Pública do MJ, Regina Miki. "O governo federal investe em políticas de segurança com cidadania em todo o país, por meio de acordos de cooperação técnica com estados e municípios", explica a secretária.
As turmas têm, em média, 35 participantes. Algumas edições contemplam também líderes comunitários e outros agentes públicos, como os das áreas de saúde, justiça e assistência social. "Os cursos representam um avanço, pois promovem a valorização e a aproximação dos policiais com a comunidade, visando a redução do crime e da violência por meio de ações preventivas com a participação de todos", explica a Regina Miki.
Foco na comunidade 
A duração das capacitações varia de cinco a 10 dias, de acordo com o público que irá atender. Os cursos nacionais de 'Promotor de Polícia Comunitária', por exemplo, prevêem 40 horas/aula e objetiva capacitar integrantes de Polícia Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal, além de agentes e líderes comunitários, para desenvolverem ações orientadas pela filosofia de polícia comunitária, bem como para atuar na mobilização comunitária.
Já o curso de 'Multiplicador de Polícia Comunitária' costuma envolver apenas gestores dessas instituições de segurança pública e reserva o dobro do conteúdo: 80 horas/aula. Há versões internacionais do curso também, baseadas em modelos estrangeiros, promovidas através de cooperação técnica entre Brasil e Japão, exclusiva para profissionais que atuam no policiamento ostensivo.
Os cursos de tópicos especiais em policiamento e ações comunitárias 'Redes de Atenção e Cuidado' e 'Abordagem Policial a Pessoas em Situação de Risco' têm duração de 40 horas/aula. Eles preparam operadores de segurança pública que atuarão nas cenas de uso e tráfico de drogas, para emprego racional e adequado das tecnologias de menor potencial ofensivo, observando a legalidade e os direitos humanos.
Calendário da semana
Curso Nacional de Multiplicador de Polícia Comunitária
1 a 12/9/14 – 
Arapiraca (AL), Florianópolis (SC), Nova Iguaçu (RJ), Palmas (TO), São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Marília, Diadema, Araraquara e Campinas (SP)
Curso Nacional de Promotor de Polícia Comunitária
1 a 19/9/14 –
 Aracaju (SE), duas turmas
1 a 26/9/14 –
 Brasília (DF)
Abordagem a Pessoas em Situação de Risco
1 a 5/9/14 – 
Recife (PE), São Gonçalo (RJ), Itaboraí (RJ), Caxias do Sul (RS)
Redes de Atenção e Cuidado
1 a 5/9/14 –
 Novo Hamburgo (RS), São Paulo e Osasco (SP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.