Destaques

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Policial civil é morto após se desentender com sargento da PM em Malacacheta

Um policial civil foi morto a tiros por um sargento da Polícia Militar (PM) no fim da noite de quarta-feira, 24 de setembro, no Bairro Tancredo Neves, em Malacacheta, no Vale do Mucuri. A PM foi acionada para atender a uma ocorrência de perturbação de sossego em que o investigador Vandir Rodrigues Ferreira foi denunciado por colocar o som alto e incomodar a vizinhança. Na abordagem ao investigador, houve tumulto e tiros
De acordo com o boletim de ocorrência, o sargento da PM C.S.J., que estava de folga em casa, ligou para o 190 denunciando o som alto do vizinho em um carro. Uma equipe – com dois militares em serviço – foi até o local indicado pelo denunciante, imóvel que pertence à mãe do investigador. Segundo a PM, o policial civil se apresentou na porta da casa com fortes sintomas de embriaguez. Conforme o relato, o investigador questionou a presença da PM na porta da residência em tom agressivo dizendo que não gostou da denúncia feita pelo vizinho.
Vandir Rodrigues Ferreira foi baleado por um PM em Malacacheta – Foto: Reprodução/Facebook
Os dois militares que participaram da ocorrência são os sargentos S.M.V. e A .C.S.. Acompanhados do sargento denunciante, eles tentaram conversar com Vandir para acalmá-lo, mas o investigador insistiu em ofender o vizinho. Os dois PMs em serviço começaram a gravar tudo que era dito por Vandir, com uma câmera digital, pois o investigador insistiu nas ofensas ao vizinho.
O sargento A .C.S telefonou para o delegado regional da Comarca de Malacacheta para relatar a situação e tentar uma ajuda na negociação. O PM foi orientado a fazer um boletim de ocorrência para que posteriormente fossem tomadas as providências por parte da Polícia Civil. Ao perceber que os militares estavam filmando, Vandir ofendeu os policiais dizendo que queriam prejudicá-lo com a filmagem.
Uma confusão se formou e segundo o boletim de ocorrência, Vandir pediu ao irmão R.R.F. que buscasse sua arma de fogo na casa. O investigador foi para cima do sargento S.M.V, que estava filmando a ação, e jogou a câmera no chão. Os dois se atracaram e o sargento A .C.S interferiu tentando conter o investigador. Os três envolvidos ficaram no chão em luta corporal até que o sargento C.S.J, que denunciou o som alto, gritou: “cuidado, o cara vai atirar”, se referindo ao irmão do policial civil que já estava com arma em punho.
De acordo com o boletim de ocorrência, Vandir incentivou o irmão a atirar contra os militares, se levantou e segurou a arma junto com o irmão. O sargento S.M.V, ainda caído ao solo e diante da ameaça, sacou sua pistola calibre .40 e atirou quatro vezes contra Vandir. A arma do investigador foi recolhida e ele encaminhado para o hospital municipal pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), onde foi constado o óbito.
O irmão de Vandir ameaçou os militares envolvidos na ocorrência dizendo que o assassinato não ficaria daquele jeito. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido para o quartel da PM. Todas as filmagens feitas no local da ocorrência ficaram à disposição do comando da PM local e da Polícia Civil. Um representante da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais acompanhou o registro da ocorrência.
A Polícia Civil informou que o caso está sendo registrado na 15º Departamento de Teófilo Otoni e ainda não foram ouvidas todas as testemunhas. O sargento que atirou contra o policial civil se apresentou na delegacia para a autuação em flagrante pelo homicídio. A corporação informou que o investigador foi morto com seis tiros.

Profissional exemplar

De acordo com o delegado de Teófilo Otoni, Alberto Tadeu de Oliveira, Ferreira nunca se meteu em confusão e era um policial exemplar. Ele estava na corporação há quase 20 anos e trabalhava junto com a mulher, que é telefonista da delegacia.
O corpo da vítima será velada até as 18h em Malacacheta e, sem seguida, será levado para Teófilo Otoni, onde deverá ser sepultado nesta sexta-feira (26).
VEJA OS VÍDEOS ABAIXO:




imagens exclusivas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.