Destaques

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

TENENTE É PRESO APÓS ATACAR AGREDIR SOLDADO EM QUARTEL DE RONDÔNIA

Tenente Maike Terres: Falta de controle,
 despreparo e falta de respeito com o subordinado



O acionamento de uma guarnição para atender a uma ocorrência de omissão de socorro em um hospital no município de Buritis terminou com a prisão do Comandante da 4º Cia. da Polícia Militar da região, Tenente Maike Terres.

De acordo com o Boletim de Ocorrência Policial de nº 3021/2014, na madrugada deste último sábado (23) policiais militares que realizavam ronda de plantão foram acionados para se deslocarem até um hospital localizado dentro da cidade para verificar uma denúncia de omissão de socorro de atendimento a uma criança.

Ao chegarem no local os policiais se depararam com o Tenente Terres, que visivelmente alterado, discutia com funcionários da casa de saúde, para tentar acalmar os ânimos, um dos policiais da guarnição, Soldado Alcimar dos Santos Torres, foi até o Tenente e pediu calma, porém o militar superior, aos empurrões, ordenou que os policiais que estavam de plantão deixassem a ocorrência e se direcionassem para o quartel, ordem que foi cumprida pelos praças.

Após algum tempo o Tenente Terres se deslocou até o quartel onde encontrou o soldado Alcimar. De forma agressiva, o Tenente partiu para cima do soldado e começou a estrangula-lo.

A partir desse momento uma série de agressões físicas foram desferidas pelo Tenente contra o soldado.

Ao verem a situação, os amigos de quartel do soldado agredido foram tentar tirar o tenente de cima do militar, momento em que a algema de uma PM que tentava amenizar a confusão caiu no chão.

Ao ver a policial pegando a algema no chão, o Tenente voltou sua ira contra a policial militar e passou a gritar “Tá doida imundice, filha da puta, se você me algemar vou acabar com sua vida”, disse o Tenente.

Nesse momento os outros militares que estavam de plantão conseguiram conter o tenente que recebeu voz de prisão de um oficial superior que o encaminhou até a prisão militar acusado por abuso de poder.

Após ser conduzido para o quartel da cidade, Terres foi preso e transferido para o Complexo de Correição da Polícia Militar em Porto Velho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.