Destaques

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

CABO DA PM É EXECUTADO COM TRÊS TIROS EM VÁRZEA GRANDE, MT


Dois desconhecidos chegaram numa motocicleta escura, chamaram o pelo nome e, ao atender, militar foi atingido pelos disparos

O cabo PM Ivan Marcos Manhoni Firmino, conhecido como “Cabo Firmino”, de 42 anos, foi assassinado com três tiros, que atingiram a cabeça, as costas e o abdome.

A execução ocorreu no começo da madrugada desta segunda-feira (3), por volta de 1h30, na Rua 14, no bairro Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande.

Segundo as informações, dois desconhecidos chegaram numa motocicleta escura, chamaram o pelo nome e, ao atender, ele foi atingido pelos disparos.

Testemunhas disseram que o homem que estava na garupa da moto três vezes, acertando todas.

Em seguida, os bandidos fugiram em alta velocidade por uma das ruas do bairro.

A esposa do militar acionou o Samu, que constatou a morte instantânea.

Policiais militares que atenderam a ocorrência fizeram rondas nas imediações do crime, mas não localizaram os suspeitos.

Segundo a Polícia Militar, o Cabo Firmino estava afastado do serviço há alguns meses, para tratamento de saúde.

Eles acreditam que o crime possa ser um "acerto de contas", mas não forneceram mais detalhes sobre o caso.

O delegado Geraldo Gezoni Filho, de plantão na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), esteve no local para dar início às investigações.

Segunda morte de policial

Esse é o segundo caso de policial assassinado a tiros, nos últimos meses, no Cristo Rei.

No final de agosto, o policial civil Edson Rodrigues da Silva, de 49 anos, foi executado com cinco tiros, quando estava num bar, em uma rua do bairro.

Testemunhas disseram que dois homens emuma motocicleta se aproximaram e um deles desceu atirando contra o policial.

Na ocasião, Edson também estava afastado para tratamento de saúde. Ele era lotado na Central de Flagrantes de Várzea Grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.