Destaques

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Violência: jovens publicam vídeo em que agridem um adolescente

Salvador é uma cidade vitimada por uma guerra, velada, entre facções. Essa disputa se dá nos bairros mais populares, onde a lógica de tribo, quadrilha, gangue, ainda sobrevive entre os jovens de pouca ou nenhuma formação educacional.
O que vamos relatar aqui é o recorte de trechos de um vídeo que, por ser tão forte, não merece ser publicado. O registro capta o momento em que um menor de idade é abordado por jovens que, ao que tudo indica, também possuem adolescentes entre o bando.
agressão1
Entre tapas e ameaças, um dos envolvidos aponta uma pistola para a vítima.
Fotos: reprodução / Facebook
A sentença para a agressão é a fatídica escolha da vítima de pertencer a uma facção rival aos dos criminosos (segundo os próprios comentam no vídeo): o agredido é “caveira”, os agressores são “C.P”, abreviação para a irônica definição de “Comando da Paz”.
Paz é algo que passa longe no encontro. Um dos bandidos chega a apontar uma pistola para a cabeça da vítima, que demonstra o temor de ser executada, no meio de um matagal de algum bairro distante de Salvador.
agressão2
Após ter a certeza de que era de uma facção rival, os agressores começam o espancamento.
Após ofensas e algumas agressões iniciais, o bando dá uma surra, sem piedade, na vítima, em um espancamento coletivo. Eles evitam falar no nomes de alguns dos envolvidos, por saberem do risco de serem identificados pela polícia.
agressão
Após a agressão, a vítima fica estirada, sangrando.
O vídeo foi publicado em uma página onde há o culto ao sensualismo, feito por jovens que poderiam destinar o tempo à construção de coisas positivas, mas que preferiram fazer uma celebração ao fútil, e, neste caso, à violência. Não há informações sobre o estado de saúde do agredido, nem se ele foi morto pelos criminosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.