Destaques

sábado, 24 de janeiro de 2015

Será lançado edital para o concurso para a formação de cerca de 2 mil soldados em MG

O concurso para soldado da PMMG foi confirmado pelo  novo comandante-geral da corporação, coronel Marco Antônio Badaró Bianchini, na cerimônia de sua posse, realizada em 8 de janeiro. Segundo ele, a realização do certame será uma das primeiras providências que irá tomar, assim como o recrutamento de novos policiais. O comandante afirmou que a PMMG tem grande carência de pessoal e que o governador já determinou que sejam tomadas providências para resolver esta questão.
O novo comandante-geral informou, ainda, que estas ações são parte de seu comprometimento em diminuir os índices de criminalidade em Minas  e transformar a postura do policiamento no estado.
Outro passo fundamental para a realização do novo concurso para soldado da Polícia Militar de Minas Gerais também já foi concretizado com a aprovação do projeto de Lei nº 5.541/2014, que garante  a fluidez na carreira dos integrantes da Polícia Militar. Com a ajustamento realizado na quantidade de cargos será possível adequar os benefícios estipulados pelas Leis Complementares nº. 95/2007 e nº. 125/2012, a Lei de efetivo, garantindo a existência de vagas para realizar todas as promoções, bem como executar os cursos e concursos previstos para o ano de 2015.
Cabe ainda ressaltar que o aumento do efetivo policial foi um dos principais temas abordados pelos candidatos ao governo de Minas nos últimos meses. Fernando Pimentel, eleito governador no primeiro turno, garantiu em toda sua campanha, aumentar em 8 mil o número de militares no Estado. O futuro governador afirmou que vai reestruturar a corporação e aumentar o efetivo, que atualmente conta com 43 mil integrantes. “Temos efetivo menor do que o do Rio, que também é de 51 mil. Mas nós, além de termos menos policiais, temos território e população muito maiores”, comparou Pimentel. Essas ações fazem parte do programa Polícia Presente, que prevê policiais militares com uma moto a cada determinado número de quarteirões (dependendo do local), conectados a uma viatura que cubra a região. 
O número de contratações pode ser ainda maior, uma vez que a Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais (Aspra) garantiu que vai cobrar de Fernando Pimentel o aumento de 12 mil homens no efetivo da Polícia Militar, já que por ano, cerca de 2.500 policiais vêm se aposentando. “Hoje, temos 43 mil homens só na PMMG e pela lei de efetivo, deveríamos ter 51 mil PMs.
O anúncio foi feito nesta sexta-feira pelo Secretário de Estado de Defesa Social (Seds), Bernardo Santana, que informou também que no meio do ano será lançado edital para o concurso para a formação de cerca de 2 mil homens. Segundo o secretário, será feito um remanejamento na Polícia Militar (PM) para deslocar policiais de funções administrativas para operação.

“Em muito pouco tempo, vai ser notado aumento grande policiais. Estamos dando ênfase muito grande à polícia operacional”, afirma Santana. Segundo ele, haverá priorização da região metropolitana, onde há maior concentração de crimes violentos.
O compromisso assumido por Pimentel confirma e amplia o  Plano Estadual de Defesa Social, que definiu as estratégias e projetos que serão desenvolvidos em conjunto com as Polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros nos anos de 2014 e 2015. Para tal, já foi definido um investimento de R$ 909 milhões nestas corporações.
Além das novas contratações, Pimentel  defendeu o resgate da autoridade da Polícia Militar. “A Polícia tem de ser respeitada e para ser respeitada tem de estar equipada, preparada, bem remunerada e bem treinada”, afirmou. Atualmente, remuneração para soldado é de R$ 3.182,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.