Destaques

domingo, 1 de março de 2015

Entidade de Coronel Murta e PM de Itaobim são destaques do Caldeirão do Huck

Foto: divulgaçãoEntidade de Coronel Murta e PM de Itaobim são destaques do  Caldeirão do Huck
O Policial Militar Abrão Júnior vai participar do quadro Agora ou Nunca. Ele participou de treinamentos nos estúdios do programa no Rio de Janeiro.


Com o avanço do consumo de drogas em todo o país é cada vez mais raro encontrar vaga em locais que tratam dependentes químicos. Seja em um hospital de referência ou em comunidades terapêuticas, a busca por tratamento é intensa.

Na contra-mão dessa realidade, uma instituição localizada na zona rural de Coronel Murta , no Vale do Jequitinhonha,   e o trabalho de um policial militar, na mesma região,  acabaram chamando a atenção do apresentador Luciano Huck, da TV Globo.

A luta do policial e da  instituição, na recuperação de dependentes químicos, será tema do quadro  “ Agora ou Nunca”, do Caldeirão do Huck que vai ao ar na tarde deste sábado  (28).

O Policial  que enviou uma carta para o programa, vai participar do quadro  onde terá que mostrar a sua habilidade para vencer inúmeras provas de diferentes graus de dificuldades.

Caso tenha êxito e vença todos os desafios leva para casa um cheque de R$ 30 mil que ele pretende doar à Comunidade Terapêutica Sementes de Paz, localizada em Coronel Murta.

Equipes de Produção do programa estiveram em Coronel Murta e Itaobim para gravar imagens e depoimentos.


Pastor Joel Pereira ( de chapéu) fundador e mantenedor da Comunidade Sementes de Paz
Pastor Joel Pereira ( de chapéu) fundador e mantenedor da Comunidade Sementes de Paz



Sem ajuda financeira , o pastor Joel Pereira dos Santos, 50 anos,  plantou há dois anos a semente da Comunidade Terapêutica para tratar dependentes químicos em Coronel Murta.


Ele fez uma aliança com o Cabo PM Abrão Júnior, militar que atua no PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência e em projetos sociais na área da 26ª Companhia da Polícia Militar em Itaobim.


Desta parceria, nasceu a Comunidade  Sementes de Paz, que foi instalada  em um prédio construído em 2000 para abrigar uma escola  que nunca funcionou.


Em 2013, com aprovação da Câmara,   a prefeitura de Coronel Murta, através de um contrato de comodato,  cedeu o imóvel, que fica na Comunidade Terra Vermelha a 20 km do centro da cidade, para o pastor executar a obra. “Agradeço ao prefeito Eletâncio Freire, à Câmara dos Vereadores, ao promotor Leonardo Morroni e a Policia Militar que  acreditaram no projeto”, disse o pastor.


Com capacidade  para atender até 80 pessoas, atualmente a Sementes de Paz abriga 14 residentes.


Um deles é o motorista Natim Reis Viana, 38 anos, natural de Itaobim e  que está na  Comunidade há 7 meses.


“Cheguei aqui pesando 60 quilos e muito debilitado. Hoje estou com 80 quilos e recuperado. Perdi tudo que tinha: família, emprego, amigos. No caminho que eu estava andando, eu hoje não estaria vivo. Antes de vir para cá, minha vida não tinha mais sentido. Aqui na Sementes da Paz, encontrei uma razão de viver”, conta Natim que durante 27 anos, foi usuário de álcool e crack.

Comunidade Terapêutica ocupa prédio de uma escola da zona rural e que nunca funcionou
Comunidade Terapêutica ocupa prédio de uma escola da zona rural e que nunca funcionou

O processo para ingressar na Sementes de Paz , de acordo com o pastor, é simples e basta apenas a pessoa querer


Ele reclama da falta de apoio financeiro. “ Com a ajuda da empresa  Mining Services , gasto  entre 15 a 20 mil para manter a obra”, diz Joel que é um dos acionistas da empresa do setor mineral.


“ Já estamos aptos a receber recursos governamentais, mas até o momento não recebemos nada. Se houvesse mais ajuda, poderíamos receber mais pessoas”, lamenta o pastor.


Recuperação
Os residentes participam de atividades variadas na Comunidade Terapêutica
Os residentes participam de atividades variadas na Comunidade Terapêutica




O processo de recuperação do dependente dura de 6 meses a 1 ano. Após este prazo ele recebe um certificado do tratamento.


Na Comunidade, ele participa de  atividades como o plantio de hortaliças, criação de pequenos animais, além de atividades esportivas e espirituais.


Os residentes contam com acompanhamento de uma equipe multidisplinar do CRAS da prefeitura municipal.

O prédio,  é dotado de quatro salas amplas, banheiros azulejados, biblioteca, refeitório e quadra esportiva.

 De acordo com o pastor Joel, ainda este ano, será implantado o projeto de lapidação doado pela empresa Lufi, que atua no município.

Ainda segundo ele, a instituição pretende ampliar o atendimento para mulheres, em uma outra fazenda já adquirida. " Só depende de recursos", afirma Joel Pereira.

Quem quiser colaborar com o projeto, as doações tanto financeiras quanto de roupas de cama, colchões  e cestas básicas podem ser feitas através de contato pelos telefones ( 033 ) 8834.81.86-  (33) 9976.17.29 ou ainda pelo 33- 3735.17.29  ( pastor Joel )

Cabo Abrão - 33- 8848.32.20/ 9987.07.83

Doações financeiras
Banco Itaú- agência 5534
Conta Corrente-02234-7


Sérgio Vasconcelos
Repórter

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.