Destaques

quarta-feira, 18 de março de 2015

Policiais pedem adicional noturno e adoção do ciclo completo pelas polícias

O presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais em Goiás, Renato Antônio Borges Dias, pediu no Plenário da Câmara dos Deputados, em comissão geral sobre segurança pública, a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 339/09, que assegura adicional noturno aos policiais e bombeiros.
“Hoje policiais têm de fazer bicos nas folgas, para complementar os salários”, avaliou o sindicalista. Segundo ele, a adoção das medidas previstas nessa PEC poderia resultar, na prática, no aumento de até o dobro do atual efetivo das forças policiais.
O deputado estadual no Maranhão Roberto Campos Filho (PP), conhecido como Cabo Campos, também defendeu a adoção do ciclo completo de polícia, para que as atividades de investigação e ação ostensiva sejam atribuídas a todas as polícias. Ele, que é policial militar, cobrou ainda a adoção de um piso nacional para os profissionais de segurança pública.
O presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Distrito Federal, Flávio Werneck Meneguelli, afirmou que falta coragem para o debate sobre a segurança pública. “Precisamos, para além de reuniões, de efetividade na discussão”, disse. Ele se queixou que há oito anos os policiais federais têm discussões com o governo, sem que tenha havido avanços.
O sindicalista defendeu a separação entre forças policiais e militares, o ingresso único nas carreiras militares e o ciclo completo na polícia. Ele também apontou a necessidade de transformar a Polícia Federal na polícia soberana do País. “Para avançar é preciso mudar”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.