Destaques

terça-feira, 12 de maio de 2015

Muito amor: PM baleado no rosto diz que perdoa a ex-namorada

Eu perdoo ela. Não vou carregar esse mal no meu coração. O que aconteceu, já passou”. A afirmação é do policial militar Alexssandro Moreira de Oliveira, de 39 anos, sobre a ex-namorada Ellen Gonçalves Santana, acusada de atirar contra o seu rosto, no dia 5 de abril, no bairro Jardim Independência, em Cuiabá. 

Alexssandro recebeu alta no dia 27 do mês passado, após se recuperar de uma cirurgia bucomaxilo, para reconstrução da face. 

Durante o tempo em que ficou internado, no Hospital Jardim Cuiabá, o policial correu grande risco de morte, entrando em coma três vezes. 
Em entrevista ao MidiaNews, na sexta-feira (08), ele disse que segue em recuperação, com visitas semanais ao neurologista. Conforme o PM, em junho ele deve passar por uma cirurgia plástica no rosto. 
“Estou muito bem, graças a Deus. Quero agradecer a todos que oraram por mim. Foi um momento muito difícil, mas tudo já foi superado. Agora, o objetivo é a minha recuperação total”, afirmou. 

Alexssandro confirmou que Ellen atirou em seu rosto intencionalmente. Ele contou que, em nenhum momento, imaginou que a ex-namorada pudesse tentar qualquer ação contra a sua vida. Segundo o PM, Ellen não demonstrava agressividade na relação. 

“Eu, realmente, não entendo o porquê disso. Estávamos bem, não tínhamos discutido, nem se desentendido. Eu lembro que fui levar o lixo para fora e, quando voltei, ela estava apontando a arma pra mim. Ela atirou e não me lembro mais de nada”, contou.

O policial afirmou ainda que ficou sem reação ao ver a ex-namorada apontando a arma para o seu rosto. 

“Se fosse um ladrão que entrasse na casa e apontasse uma arma para o meu rosto, minha reação como policial seria totalmente diferente. Mas, como era uma pessoa que convivi durante três anos, não tinha como reagir”, disse. 

Alexssandro contrapôs todos os argumentos que Ellen disse à Polícia, principalmente de que ele costumava deixar com ela a arma de uso restrito da Polícia Militar.
Perdão 

Apesar do ocorrido, Alexssandro afirmou que perdoa a ex-namorada. Ele disse que quer que Ellen pague pelo o que fez, mas acredita que ela não deve ficar presa por muito tempo. 

“Não sinto raiva e muito menos ódio dela, quero que a vontade de Deus seja feita. Se Ele deseja que ela fique presa, então que assim seja”, disse.

“O que eu posso dizer, com toda certeza, é que quando ela sair da cadeia ninguém da minha família, ou meus amigos, vai tentar algum mal contra ela”, completou.

Leia mais sobre assunto

Acusada de atirar em PM já teria agredido as filhas da vítima

Policial militar baleado sai do coma e passa pela primeira cirurgia

Baleado no rosto, PM entra em coma ao ser levado para cirurgia
Juíza nega liberdade à acusada de atirar no rosto de PM

Em carta, policial diz que pediu para namorada não atirar
Juíza decreta preventiva de acusada de atirar no rosto em PM

Polícia abre inquérito para investigar tiro no rosto de PM

Família de policial afirma que namorada tem "espírito agressivo"

Na delegacia, namorada confessa ter atirado contra policial

PM segurança do governador é baleado; namorada é suspeita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.