Destaques

sábado, 17 de outubro de 2015

MG:A PRIMEIRA GRANDE CRISE NA POLÍCIA MILITAR COM O PT NO GOVERNO?



O IPSM - Instituto de Previdência dos Servidores Militares foi criado no início do século XIX por um grupo de sargentos da Força Pública do Estado de Minas Gerais, que depois veio a se tornar Polícia Militar, com o objetivo inicial de AMPARAR as famílias dos militares.

Com o passar dos anos, transformações aconteceram e atualmente o nosso Instituto de Previdência é custeado em parte pelo servidor e em parte pelo Estado.

Nos últimos dias, temos visto reuniões do Diretor Geral do IPSM , CEL PM QOR Márcio dos Santos Cassavari com as entidades representativas de classe informando que HAVERÁ MUDANÇAS NO IPSM (E PARA PIOR), são elas:

1 - Remédio de uso continuo deixarão de ser distribuídos.

2 – Próteses e órteses deixarão de ser pagas (que já eram de péssima qualidade).

3 – Diminuição do valor do auxílio-reclusão para 70% do valor de um soldado independente do posto ou graduação do militar.

4 – Extinção do Auxilio-funeral

Inicialmente, é importante ressaltar que tais mudanças não são de conhecimento do governo do Estado e partiram do próprio IPSM. Hoje mesmo já informei ao Comando da Polícia Militar e ao Secretário de Estado de Governo Odair Cunha que tais mudanças significam prejuízos irreparáveis aos militares e podem gerar uma grande crise.

Se mudanças precisam ser feitas. Elas devem ser negociadas, informadas e não impostas. Nós não vamos pagar o preço da crise financeira. 

Como representante de classe, não aceito este prejuízo aos militares. Embora seja Vice-líder do Governo, sou militar e represento minha classe. Repito, não vou aceitar isso. Não aceito que os militares tenham um cibalena de prejuízo.

O IPSM É NOSSO, VAMOS REAGIR SEMPRE.


Aguardem maiores informações e convocações a tropa.

Deputado CABO JULIO
Vice-Lider do Governo

Read more at http://blogdocabojulio.blogspot.com/2015/10/a-primeira-grande-crise-na-policia.html#26ly8DODoKaFxVPf.99

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.