Destaques

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Lenda:O Capeta do Vilarinho




A Avenida Vilarinho é conhecida por ser uma das principais avenidas do bairro de Venda Nova em Belo Horizonte. A avenida é famosa principalmente por seus diversos bailes e casas de forró, gafieira, e diversos outros estilos. Foi em um destes bailes, mais precisamente no baile funk (tinha que ser) das Quadras do Vilarinho, que em um final de semana do início dos anos 90 teria acontecido o fato bizarro que deu origem a essa lenda.
Foi lá que um rapaz muito bem apessoado se aproximou de uma moça durante a noite e chamou-a para dançar. Apesar de o rapaz ser desconhecido de todos os presentes não chegou a causar desconfiança alguma. E justamente neste dia estava tendo uma competição de dança onde alguns casais disputavam na pista o tão cobiçado primeiro lugar. Após a moça ver a desenvoltura do rapaz decidiu participar do concurso sendo sua companheira. Dançaram por longo tempo, ele demonstrou ser um excelente dançarino, dominando vários estilos diferentes e surpreendendo a todos na pista. A moça se encantou por ele e acompanhou-o na dança, faceira. Mesmo os dois tendo se conhecido quase na hora da apresentação foram muito bem e ficaram com o segundo lugar. Foi nesse momento que, segundo testemunhas, o rapaz teria ficado muito nervoso por ter ficado em segundo lugar e perdido o controle. Assim que ele saia da pista de dança irritado a moça o teria pego pelo  braço e nesse momento tudo se revelou, o chapéu do rapaz caiu ao chão e a moça teria vislumbrou os chifres na cabeça do homem. Foi quando todos no baile correram ao local de onde vinha o grito apavorante da menina e se depararam com aquela visão assustadora e demoníaca (literalmente).
A confusão e a comoção foi geral, mas na correria desesperada, ninguém conseguiu (ou se atreveu)capturar o capeta.  Muitos afirmaram ter visto em meio ao corre corre patas de bode no lugar das pernas do rapaz.
Não demorou até a notícia se espalhar e alcançar as rádios e TVs de toda a cidade. Os repórteres foram enviados ao local para tentar cobrir uma nova aparição do Capeta, mas ele não apareceu mais no local. E na fuga o capeta ainda teria ferido o porteiro do baile na canela, segundo a vítima ele teria tentado deter o rapaz pensando que a confusão tivesse sido armada por uma briga, foi quando o "homem" lhe deu um coice, como se fosse um cavalo, que deixou o pobre porteiro caído no chão. Esse caso ficou para história da cidade e do Brasil inteiro conhecido como a lenda do Capeta do Vilarinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.