Mensagens


terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Agentes da força de segurança de Minas protestam contra parcelamento dos salários


Representantes querem encontro com o governador Fernando Pimentel (Fotos: Edilene Lopes)

Agentes da forças de segurança pública de Minas Gerais fizeram uma manifestação, na tarde desta terça-feira, na Praça da Assembleia Legislativa, no Bairro Santo Agostinho, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O protesto começou com cerca de 1.500 pessoas, de acordo com a Polícia Legislativa. Ao fim do ato, no Comando da Polícia Militar, na Praça da Liberdade, havia cerca de 10 mil integrantes, segundo dados da organização do evento.
Segundo o diretor jurídico da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais (Aspra), Berlinque Cantelmo, o protesto reúne policiais militares, civis, bombeiros e agentes penitenciários. O principal objetivo é pressionar o governo contra o atraso e escalonamento do pagamento dos salários dos servidores.
“A bem da verdade é que estamos muito revoltados com o governo e precisamos de diálogo com o governador o mais rápido possível. A primeira reivindicação é que ele nos receba para que tenhamos condições de dialogar e negociar diretamente com ele, e não com os secretários”, explicou Berlinque Cantelmo.
O encontro reúne representantes de associações, deputados adeptos ao movimento e manifestantes que vieram das mais diferentes cidades, como Montes Claros, Juiz de Fora, Teófilo Otoni, Pará de Minas, entre outras.
“Nós precisamos hoje de mudar essa póstuma que estamos tendo perante nossa família, perante nosso país, nosso município e estado. Nós precisamos ser pessoas mais participantes, menos omissas e buscar a paz social antes de tudo. Não estamos aqui para promover qualquer tipo de balbúrdia, qualquer tipo de ato lesivo ao governo. Nós simplesmente queremos que o governo cumpra aquilo que a constituição manda”, disse Rodrigo Martins, policial militar da reserva que veio de Pará de Minas para o protesto.
(Com informações de Edilene Lopes e Patrick Vaz)
Notícia atualizada às 17h15

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.