Destaques


segunda-feira, 4 de abril de 2016

MG é contra PLP 257


HOJE, 5 de abril, todas as categorias do serviço público e entidades de classe dos policiais e bombeiros militares de Minas Gerais, estarão em Brasília para propor a retirada na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei Complementar (PLP) 257/2016, de autoria do governo federal,que propõe uma reforma fiscal que suspenderá a realização de concursos públicos, congelará salários por 2 anos e criará um programa de demissão voluntária de servidores públicos.O pacote é uma das condições para que os estados tenham o prazo do pagamento de suas dividas com a União por mais 20 anos.

A Aspra/PMBM através de seu presidente, sargento Marco Antônio Bahia Silva, repudia tal projeto: “Não aceitaremos este pacote onde o servidor público será o único a pagar uma conta não é dele. Os profissionais da segurança pública que trabalham no limite terão que trabalhar dobrado e pagar por isso, ou seja, haverá um aumento da contribuição previdenciária de 11% para 14%, isto é um absurdo! Por isso estaremos em Brasília pressionando contra a aprovação deste pacote de maldades.” afirmou sargento Bahia.
Ainda para o presidente da Aspra/PMBM a aprovação do PLP 257 seria um retrocesso nas conquistas dos policiais e bombeiros militares: “Não podemos nos calar, e Minas Gerais posiciona-se radicalmente contra qualquer projeto de lei que retire direitos e congele salários, ação que só piora a crise já instalada” ressalta sargento Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.