Destaques do Blog ►

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Médico morto em SP foi confundido com policial por criminosos, diz testemunha


O médico Roberto Kunimassa Kikawa, morto na noite deste sábado (10) em uma tentativa de assalto no Ipiranga, na Zona Sul de São Paulo, tentou acalmar os criminosos antes de ser baleado, segundo testemunha. A secretária dele, que também estava no carro, afirmou à polícia que um dos criminosos perguntou se ele era policial. Em seguida, o outro gritou: “Atira nele”. Câmeras de segurança flagraram o momento em que os dois homens armados chegam a pé a abordam o veículo que estava estacionado na Rua do Manifesto. Eles abriram a porta do motorista, atiram contra vítima duas vezes e fogiram logo em seguida. O médico chegou a ser levado para o Hospital do Ipiranga, mas não resistiu. Até a manhã desta segunda (12), a polícia ainda não tinha pistas sobre a identidade dos criminosos. O caso foi registrado 16º Distrito Policial, da Vila Clementino, mas será investigado no 17º DP, no Ipiranga.
A mulher e os dois filhos do médico estão nos Estados Unidos e devem chegar ao Brasil nesta segunda-feira (12), quando está marcado para acontecer o enterro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião acerca da publicação acima.